Compartilhe.info
Criaturas bizarras do Natal

Criaturas mais bizarras que terrorizam o Natal, não viram de outro lugar se nao da mitologia e de contos antigos


1 – Perchta.
Criaturas bizarras do Natal

De onde? Folclore Germânico

Antigamente era considerada uma deusa, que vigiava os Doze Dias de Natal. No paganismo Germânico Sulista, seu nome significa “a brilhante”. Na época do Alto-alemão antigo, o estágio inicial da língua alemã no período em torno de 500 até 1050 D.C., a chamavam de “Beraht” ou “Bereht”.
Com o passar dos anos, foram atribuídas á Perchta características bem mais malevolentes: é considerada até hoje uma “bruxa” ou “feiticeira”, que pode aparecer como uma bela mulher bem pálida vestida de branco, ou como uma bruxa feia bem velha, porém em ambas as formas possui um pé largo que lembra o de um ganço ou de um cisne.
Dizem que ela vagueia os campos na época do solstício de inverno e entra nas casas durante os Doze Dias de Natal e da festa da Epifania do Senhor.
Ela instintivamente sabe se uma criança ou algum empregado da família têm se comportado ou não, e se têm trabalhado vigorosamente durante o ano. Se alguma criança ou empregado têm se comportado mal, ou se têm sido muito preguiçoso durante o ano, ela rasga a barriga do indivíduo, retira suas entranhas, o enche de palha e pedrinhas, e depois costura a barriga, fechando o local onde rasgou.
Apesar de tudo, dizem que a Perchta não é completamente má. Se as criança e os empregados têm sido bons e produtivos durante todo o ano, ela os recompensa deixando uma moeda de prata em um de seus sapatos.


2 – Straggele.
Criaturas bizarras do Natal
Como se não bastasse ser uma bruxa pra lá de violenta, em alguns países a Perchta é acompanhada por uma tropa de ajudantes com aparência demoníaca, os Straggele (parecidos com krampus). Essas criaturas adoram comer as oferendas feitas para a feiticeira e, em alguns casos, são responsáveis por executar as punições das formas mais brutais possíveis, muitas vezes sequestrando as crianças más e as esquartejando em pleno ar.


3 – Père Fouettard.
Criaturas bizarras do Natal

De onde? Folclore Francês.

Considerado a sombra do Papai Noel, é ele que faz a lista das criancinhas mal comportadas. Enquanto Père Noël visita as crianças que se comportaram durante o ano, sua sombra maligna Père Fouettard fica ao seu redor preparado para punir as que não se comportaram.
A citação mais antiga de Le Père Fouettard é datada do século XII. Segundo a lenda, um homem de aparência sinistra sequestrara três crianças enquanto elas iam para a escola. Após tê-las drogado, ele assassina brutalmente cada uma para transformá-las em um guisado. Père Noël, ou São Nicolau (Papai Noel), vendo a atrocidade cometida por Père Fouettard, ressuscita as crianças e condena o assassino a ajudá-lo durante as festividades natalinas.
Essa criatura é frequentemente associada a característica do som. Podem ser chicote batendo, correntes, sinos ou até mesmo campainhas que tocam sem parar parecem indicar sua chegada. Equipado com sapatos grossos ou botas pesadas, ele pisa no chão ruidosamente em movimento brusco. Fazendo as crianças que não se comportaram tremerem de medo ao menor sinal de sua temida chegada.
Le Père Fouettard é uma lenda natalina que seria uma mistura das nossas lendas do Bicho Papão com a lenda do Velho do Saco, a criatura é quase sempre retratado como um personagem repulsivo, pele coberta, com uma longa barba, cara escura e cabelo desgrenhado. Muitas vezes, é equipado com um chicote, podendo ser também galhos de ramos. Na melhor das hipóteses ele apenas ameaça filhos desobedientes e na pior das hipóteses pode levá-los com ele em uma cesta ou um grande saco de serapilheira para mais tarde fazer um guisado.


4 – Gryla.
Criaturas bizarras do Natal
De onde? Islândia.

Islândia, Gryla é uma troll gigantesca que vive de mau humor por conta de sua fome insaciável pela carne de criancinhas. No Natal, reza a lenda que ela desce de sua montanha para caçar as crianças más, as coloca em seu saco e leva de volta para sua caverna. Lá chegando, ela cozinha todas vivas para fazer seu guisado favorito. Essa lenda é tão assustadora, que existe até uma lei em 1746 proibindo pais de usarem a lenda de Grýla para aterrorizar crianças.


 

Fonte:Isso É Bizzarro

Por favor, desative o seu AdBlock para o site compartilhe.info e ajude-nos a continuar trazendo conteúdo de qualidade. Veja como fazer isso »